Ministério da Cidadania suspende corte de irregularidades do Bolsa Família por 120 dias

continua após a propaganda

Antes do Coronavírus, o combate contra as irregularidades do Bolsa Família iria cortar o beneficio de mais pessoas, as quais, não precisava mais receber, no entanto, devido ao Coronavírus, o presidente Bolsonaro juntamente com o ministro Onyx Lorenzoni, decidiu prorrogar o corte para 120 dias.

Devido à situação de emergência de saúde pública causada pelo Covid-19, o Ministério da Cidadania anunciou medidas de emergência para ajudar os beneficiários de programas sociais. Onyx Lorenzoni, ministro do Ministério, anunciou nesta sexta-feira (20) que nenhuma família será suspensa ou excluída do programa Bolsa Família do governo federal por 120 dias.

A investigação e a revisão do registro que resultam em bloqueio, suspensão e cancelamento de benefícios são suspensas. Lorenzoni enfatizou que a portaria 355 é outra medida do governo federal para proteger as famílias mais vulneráveis nessa situação de emergência. irregularidades do Bolsa Família

O ministro também apontou que a ordenança é um acréscimo a outras ações que o presidente Jair Bolsonaro está tomando para lidar com a situação de emergência do Covid-19, como a inclusão de 1,2 milhão e 220 mil famílias no programa Bolsa Família.

Notícias para você

Fique ligado! Receba conteúdos exclusivos para você